REGULAMENTO

IV MEIA MARATONA DE PELOTAS
MEIA MARATONA REVEZAMENTO PELOTAS

CAPÍTULO I – DA ORGANIZAÇÃO

Art. 1° – O presente Regulamento é o conjunto de disposições que regem a 4a Meia Maratona Pelotas 21,097 km individual, Meia Maratona Revezamento Dupla e Meia Maratona Revezamento Quarteto.

Parágrafo Único – A 4° Meia Maratona de Pelotas está inserida como primeira etapa do Circuito de Corridas de Pelotas.

Art. 2° – A responsabilidade pela promoção e realização é da Prefeitura Municipal de Pelotas através do Departamento Desporto e Lazer da Secretaria Municipal de Educação e Desporto (SMED) e Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Art. 3° – O evento terá a LARGADA e a CHEGADA no Quiosque Viva o Laranjal Avenida Antônio Augusto Assunção, Praia do Laranjal.

CAPÍTULO II – DA PROGRAMAÇÃO

Art. 4° – A competição acontecerá no dia 18/02/2018.

Art. 5° – A largada acontecerá conforme segue:

I – Meia Maratona e revezamentos: 7 horas.

Art. 6° – A entrega dos Kits acontecerá no dia 18/02/18, entre as 5h e as 6h30.

CAPÍTULO III – DAS CATEGORIAS

Art. 7° – Os corredores serão divididos em público geral e advogados e dependentes.

Art. 8° – Para a Meia Maratona individual, público em geral, as categorias serão divididas por idade conforme segue:

I –Masculino:

I –Feminino:

Art. 9° – Para a Meia Maratona Revezamento Dupla e para a Meia Maratona Revezamento Quarteto, público em geral, as categorias serão divididas conforme segue:

I – Masculino:

II – Feminino:

III – Misto:

Art. 10 – Para a Meia Maratona individual, advogados e dependentes, as categorias serão divididas por idade conforme segue:

I – Masculino:

II – Feminino:

Art. 11 – Para a Meia Maratona Revezamento Dupla e para a Meia Maratona Revezamento Quarteto, advogados e dependentes, as categorias serão divididas conforme segue:

I – Masculino:

II – Feminino:

III – Misto:

Art. 12 – Para efeito de categoria vale o ano de nascimento, exceto para a idade mínima.

Art. 13 – A idade mínima para participação da Meia Maratona individual é 18 anos completos até o dia da competição.

Parágrafo Único – No caso de atletas menores, nos revezamentos, as inscrições deverão ser confirmadas mediante assinatura de termo de responsabilidade por pais ou responsável legal, devidamente identificado com apresentação de documento no dia da prova.

CAPÍTULO IV – DA PREMIAÇÃO

Art. 14 – Por classificação geral individual Masculino/Feminino, para público em geral e para advogados e dependentes, na Meia Maratona:

Art. 15 – Por classificação por categoria individual Masculino/Feminino, para público em geral e para advogados e dependentes, na Meia Maratona:

Art. 16 – Por classificação no revezamento dupla Masculino/Feminino/Misto, para público em geral e para advogados e dependentes, na Meia Maratona:

Art. 17 – Por classificação no revezamento quarteto Masculino/Feminino/Misto, para público em geral e para advogados e dependentes, na Meia Maratona:

Art. 18 – Será dada medalha de participação a todos que completarem a prova.

CAPÍTULO V – DAS INSCRIÇÕES

Art. 19 – As inscrições poderão ser efetuadas gratuitamente, através do site www.pelotas.com.br, até o dia 13 de fevereiro de 2018, ou quando atingir o número limite de 500 participantes ao todo nas provas de Meia Maratona e revezamentos.

Art. 20 – Ao preencher a ficha de inscrição, o atleta declara que:

Art. 21 – No ato da inscrição, o atleta concordará com as condições estipuladas neste regulamento.

CAPÍTULO VI – DA DURAÇÃO

Art. 22 – A 4° Meia Maratona de Pelotas terá duração máxima 2h45 (duas horas e quarenta e cinco minutos). Após este tempo o atleta é considerado desclassificado e não receberá premiação por participação.

CAPÍTULO VII – DA DESCLASSIFICAÇÃO

Art. 23 – Será desclassificado o atleta que:

CAPÍTULO VIII – DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 24 – Todos os atletas devidamente inscritos na prova estão obrigados, sob pena de desclassificação, a utilizar o número de inscrição, corretamente fixado e aberto na parte frontal da camiseta.

Art. 25 – O percurso é demarcado pela Comissão Organizadora do evento.

Art. 26 – As áreas de largada e chegada das provas são de uso exclusivo da organização.Nelas só serão admitidos os competidores, os staffs da prova e as pessoas credenciadas para o local.

Art. 27 – É de responsabilidade de cada equipe de revezamento estar com seu representante localizado na zona de passagem no horário estipulado para a largada da prova.

Art. 28 – Quaisquer reclamações ou protestos só serão aceitos por escrito à Comissão Organizadora até 30 minutos após a divulgação do resultado oficial.

Art. 29 – Ao se inscrever na competição, o participante em conformidade com os direitos do consumidor, autoriza o envio de mala direta e mensagem eletrônica, por Internet, telefone e celular.

Art. 30 – A comissão organizadora disponibilizará aos participantes sanitários e guarda- volumes, na área de largada/chegada.

Art. 31 – A Comissão Organizadora não se responsabilizará por qualquer objeto e/ou equipamento deixado no guarda-volumes, assim como extravios de materiais ou prejuízos que os atletas venham a sofrer durante a participação na prova.

Art. 32 – A Comissão Organizadora mobilizará recursos para oferecer toda a assistência, no entanto, não se responsabiliza por acidentes sofridos durante a prova, correndo as despesas consequentes por conta dos atletas participantes.

Art. 33 – A Comissão Organizadora, bem como seus Patrocinadores, Apoiadores e Realizadores, não se responsabilizam por prejuízos ou danos causados pelos atletas inscritos a terceiros e/ou outros participantes, que serão de única e exclusiva responsabilidade dos mesmos.

Art. 34 – Somente será permitida a corrida durante a prova nos caminhos devidamente sinalizados. É proibido sair da área de proteção que determinam as áreas de circulação do evento esportivo.

Art. 35 – A arbitragem ficará a cargo da Comissão Organizadora, sem direito a veto.

Art. 36 – O presente Regulamento Geral terá como orientação a Norma 07 de 08/01/2008 da Confederação Brasileira de Atletismo – CBAt.

Art. 37 – Toda irregularidade ou atitude considerada antidesportiva cometida por qualquer participante atleta ou dirigente será passível de desclassificação, conforme o previsto na Regra 240 da Confederação Brasileira de Atletismo – CBAt e serão julgados pela Comissão Organizadora e equipe de arbitragem, sem direito a veto.

Art. 38 – Todos os casos omissos neste Regulamento Geral serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

Li e concordo com as regras do Regulamento.